Numa vertente de estimular competências cognitivas, sensoriais, perceptivas e motoras no idoso desenvolvemos programas de intervenção parciais, personalizados, de acordo com as necessidades específicas.

 

Decorrente dos resultados obtidos na avaliação efetuada pela equipa interdisciplinar do CHS-CEI, é proposto um plano de intervenção mensal, que não ultrapassará a 3 horas diárias, em dias seguidos ou interpolados, que deverá contemplar as áreas a desenvolver, estando disponíveis as seguintes valências clínicas e terapêuticas: fisioterapia, terapia da fala, terapia ocupacional, enfermagem, psicologia, orientação nutricional e acompanhamento clinico.

 

Estes programas de Estimulação Intensiva destinam-se às áreas de Geriatria (Alzheimer, Demências, Parkinson) e Gerontologia (défice de competências advindas do envelhecimento normal) em indíviduos com idade igual ou superior a 65 anos com sequelas neurológicas (salvo exceções identificadas pela equipa), com duração mínima de 28 dias consecutivos.